CURTA AÍ

quinta-feira, 10 de abril de 2014

BEIJINHO NO OMBRO, MASSA CINZENTA NA BUNDA E O DESMONTE DA NAÇÃO

CogniFit-Brain-health[1]Com a devida licença daquele famoso e gazeteiro comunista de botequim, “nunca antes na história deste país” a população foi tão achincalhada em seus direitos mais básicos, como é o caso do acesso à educação de qualidade. Levando-se em conta que a única especialidade da esquerda é socializar o caos, os esquerdopatas tupiniquins estão a cumprir fielmente a cartilha burra e retrógrada de Havana. Apostam em uma luta de classes para instalar no País um regime totalitarista, mas enquanto isso não acontece preferem emprenhar o cotidiano com polêmicas descabidas, que servem para esconder as infindáveis roubalheiras oficiais.

A polêmica do momento, à qual os palacianos em breve cunharão a própria marca, envolve a funkeira Valesca Popozuda, que em prova de Filosofia aplicada a alunos do ensino médio de Taquatinga, no Distrito Federal, foi incensada à condição de pensadora contemporânea. O responsável – na verdade é um irresponsável – que criou a questão alegou depois da repercussão do caso que tudo foi pensado para provocar polêmica. Não contente com a dimensão do seu desvario, o tal professor confirmou que Valesca Popozuda é, sim, uma pensadora contemporânea. E justificou a sandice do próprio raciocínio com a tese de que a funkeira conseguiu criar uma polêmica nacional com a música “Beijinho no Ombro”.

A considerar como válida (sic) a tese esdrúxula do professor, nessa barafunda chamada Brasil um pensador é aquele que consegue provocar polêmica, não importando a capacidade de raciocínio e muito menos a lógica do pensamento. Isso significa que um jumento qualquer – refiro-me aos quadrúpedes, pois a zootecnia mostra que há jumentos bípedes também – que decidir tirar uma soneca na rampa do Palácio do Planalto certamente será elevado à categoria de pensador contemporâneo. Até porque, a imprensa há de entender que o jumento provocou uma enorme polêmica ao impedir o acesso de seus iguais ao centro do poder.

Alguém que consegue enxergar Valesca Popozuda como pensadora contemporânea por certo levou um coice no cérebro e perdeu a capacidade cognitiva do raciocínio. Como o próprio nome artístico da pensadora do momento sugere, toda popozuda tem a massa cinzenta instalada na bunda, parte do corpo feminino que há séculos é preferência nacional. No momento em que mulheres aceitam que a inteligência seja auferida no quadril – sendo que quanto maior o derrière, mais impressionante e cobiçada é a qualidade do tutano – não devem reclamar as representantes do sexo feminino que têm a bunda na alça de mira da cobiça do universo masculino. Até porque, o machismo tropical já demonstrou ao longo do tempo sua obsessão pela inteligência bunda do sexo oposto.

O mais impressionante nesse imbróglio educacional não é postura burra do professor ao defender a sua criação, possivelmente a única a ser comentada nacionalmente em toda a carreira, mas a reação da funkeira popozuda, que alega ter o direito de ser uma pensadora. Valesca foi mais longe e nas redes sociais escreveu que trabalhará muito para fazer jus ao título de pensadora. Ou seja, a bunda da popozuda tende a crescer ainda mais, até porque nessa louca Terra de Macunaíma o QI de uma mulher está diretamente relacionado ao tamanho do quadril. Não era assim, mas de uns tempos para cá a coisa mudou de figura. E de lugar também.

Sou do tempo em que a inteligência não frequentava lugares tão baixos como a bunda, mas reconheço que a situação atual aponta para o futuro nada sombrio de um país que é refém da ignorância do povo, algo que só interessa aos políticos profissionais e totalitaristas. Como toda pessoa desprovida de inteligência e conhecimento, Valesca Popozuda tenta minimizar a polêmica abusando do populismo. A “pensadora” afirma que é preciso se preocupar com temas mais importantes, como a defesa de um salário digno para os professores.

Fico pensando se prospera essa ideia absurda da pensadora contemporânea e a funkeira, acreditando no inacreditável, decide concorrer a uma vaga na Academia Brasileira de Letras. Lá, na sisuda ABL, Popozuda será obrigada a fazer do fardão acadêmico uma espécie de burka da própria bunda, quer dizer, dos neurônios, não podendo dessa forma exibir aos colegas da “intelligentsia” nacional os seus dotes intelectuais.

Por isso, caríssimas e diletas leitoras, com derrière pequeno ou grande, mole ou duro, caído ou em pé, não levem a ferro e fogo se alguém passar a mão na sua bunda, porque num país em que a degradação corre à solta, o que seria abuso sexual agora não passa de afago na massa cinzenta. Só não aceite um pé na bunda do namorado, marido ou companheiro, pois essa atitude violenta e nada inteligente pode provocar traumatismo cerebral. E viva a bunda, porque os neurônios caíram em desgraça!

(*) Ucho Haddad é jornalista político e investigativo, analista e comentarista político, cronista esportivo, escritor e poeta.

domingo, 16 de março de 2014

CHIQUINHA…

sábado, 1 de março de 2014

PESCARIA

sábado, 22 de fevereiro de 2014

LIXÃO C18: O INCÔMODO

139311122444[1]Venho por meio dessa nota pedi encarecidamente aos senhores dos órgãos público municipais, estaduais, federais, rádios e TVs, secretario de saúde senhores que são responsáveis pela sedam, secretários do meio ambiente, ministério publico e corregedoria do município de buritis. Pelo amor de DEUS gente, socorre esse povo dessa linha e de quem passa nessa região ali, o fedor é insuportável visinhos desse lugar ñ tem sossego pra fazer suas refeições, pois a muitos mosquitos ninguém suporta.

Por isso senhores vereadores e prefeito desse município, sei que as vias e linhas dessa região estão precárias, pois chove muito e a população entende isso , agora o lixo senhores vereadores e prefeito paciência , pelo menos ñ deixem que joguem no meio de uma estrada um travessão ou uma linha como falam . Vê se os senhores levam uma máquina La pra que seja empurrado o lixo pro seu devido lugar fora da estrada pelo menos isso vê se vocês fazem. isso é uma vergonha pro senhores. Honrra os votos que os senhores receberam da população desse município, a população escolheram os senhores para um trabalho digno e com respeito. A linha ou travessão que citei a cima se chama C18 1º A sentido chapéu de palha a 9 km de buritis.

E para quem ñ sabe esse lixão fica apenas 800 metros de um rio que nesse exato momento recebe os resíduos e toda a poluição do lixão e esse mesmo rio passa na saída de nossa cidade ao lado do auto posto buritis. Fica aqui meu apelo aos senhores. Meu muito obrigado... ‘’Cleber”

Fonte: Facebook (Cleber Barbosa)

DEU NO JN

JOVEM PRECISA DE DOAÇÃO DE MÉDULA OSSEA

Doula-icon[1]

Mauro Roberto, 22 anos, é primo de Lorraine Iyacoca, estagiária do I Juizado da Infância e da Juventude. Há 5 anos Mauro luta contra LMA3 (Leucemia Mielóide Agúda 3). Fez tratamento de quimioterapia e autotransplante, e, agora, está precisando de transplante de medula óssea.

Para ajudar, basta se cadastrar como doador de Medula Óssea no Fhemeron. É simples e rápido, será retirado apenas 5ml de sangue.

Passo a passo para se tornar um doador

- Qualquer pessoa entre 18 e 54 anos com boa saúde poderá doar medula óssea.

- Os doadores preenchem um formulário com dados pessoais e é coletada uma amostra de sangue com 5 a 10ml para testes. Estes testes determinam as características genéticas que são necessárias para a compatibilidade entre o doador e o paciente.

- Os dados pessoais e os resultados dos testes são armazenados em um sistema informatizado que realiza o cruzamento com dados dos pacientes que estão necessitando de um transplante.

- Em caso de compatibilidade com um paciente, o doador é então chamado para exames complementares e para realizar a doação.

- Tudo seria muito simples e fácil, se não fosse o problema da compatibilidade entre as células do doador e do receptor. A chance de encontrar uma medula compatível é, em média, de UMA EM CEM MIL!

- Por isso, são organizados Registros de Doadores Voluntários de Medula Óssea, cuja função é cadastrar pessoas dispostas a doar. Quando um paciente necessita de transplante e não possui um doador na família, esse cadastro é consultado. Se for encontrado um doador compatível, ele será convidado a fazer a doação.

- Para o doador, a doação será apenas um incômodo passageiro. Para o doente, será a diferença entre a vida e a morte.

- A doação de medula óssea é um gesto de solidariedade e de amor ao próximo.

- É muito importante que sejam mantidos atualizados os dados cadastrais para facilitar e agilizar a chamada do doador no momento exato.

Fonte: Buritis News

ENCONTRADO CORPO DE TIAGO ITALIVIO

NOTA DE PESARFoi encontrado na manhã deste sábado (22) o corpo de Thiago Italivio, de 20 anos, que desapareceu há sete dias, enquanto pilotava um jet ski próximo à Praia de Monte Cristo no Rio Jamari, em Ariquemes (RO).Conforme a Polícia Civil (PC) o jovem foi encontrado a cerca de quatro quilômetros do local onde foi visto pela última vez.
De acordo com a polícia, familiares reconheceram Thiago pelas características do corpo, como as roupas que vestia no dia do acidente.

A cheia e a correnteza do rio dificultaram a operação, por isso, o Corpo de Bombeiros da cidade recebeu reforços das unidades de Buritis (RO) e Porto Velho na última quarta-feira (19). Ao todo, 12 mergulhadores participaram da operação.

O jovem desapareceu no sábado (15) por volta das 17h quando pilotava um jet ski no Rio Jamari na companhia de amigos, que não souberam precisar o que ocasionou o acidente. Conforme os Bombeiros, os amigos do rapaz disseram que ele não usava nenhum equipamento de segurança.

Fonte: G1 RO

sábado, 15 de fevereiro de 2014

BURITIS RECEBE 400 MIL PARA RECUPERAÇÃO DE ESTRAS VICINAIS

dinheiro vaidade 3[1]O deputado federal Nilton Capixaba (PTB-Rondônia), em visita ao município de Buritis, anunciou a liberação de uma emenda individual de R$400.000.00 (Quatrocentos Mil Reais), que será usada para a recuperação das linhas vicinais, que interligam a cidade à Zona Rural. O Parlamentar disse aos que essa emenda atende a um pedido do Presidente do PTB em Buritis, Vereador Júlio Cezar Frasson de Lara e do vereador Raimundo da Conceição Líder do PTB na Câmara de Vereadores.
De acordo com o parlamentar, a emenda será usada para ajudar o município a complementar a recuperação das linhas que fazem acesso com a
cidade, e que servem de escoamento de grãos e também como vias de acesso aos alunos e moradores da Zona Rural. “Buritis é a cidade que tem uma das maiores malhas viárias de vicinal do Estado, são mais de 2 mil km de vicinais,  o recurso repassado pelo FITHA (Fundo de Infraestrutura de Transportes e Habitação) e aplicação de recursos por parte do município, não conseguiriam atender essa demanda de trabalho, por isso destinei essa emenda, atendendo a um pedido do PTB em Buritis, para que a prefeitura consiga atender a contento as necessidades que passam os moradores daquele município”. Disse o deputado sobre a liberação da emenda.
O presidente do PTB em Buritis, Vereador Júlio Cesar Frasson de Lara disse que o PTB, conta com grandes parceiros, e o deputado Nilton Capixaba é um desses. “Recentemente o deputado Nilton mandou uma emenda de R$350.00.00 mil (Trezentos e Cinquenta Mil Reais), para drenagem e aterro onde será construída pelo governo do estado, a Praça do CEDEL, na Avenida Ayrton Sena, saída para o setor Madeireiro”. Lembrou o vereador.

Fonte: Interativa FM

SEMAST INICIA 1º SEMANA PEDAGÓGICA

science_teacher2A Prefeitura de Buritis, através da Secretaria Municipal de Assistência Social e Trabalho – SEMAST iniciou na manhã de ontem (04), na sede da Universidade Aberta de Buritis - UAB, a 1ª Semana Pedagógica em Buritis. A iniciativa tem como objetivo apresentar propostas de atividades complementares e integradas na busca do aperfeiçoamento do processo de aprendizagem e proporcionar o intercâmbio de conhecimentos entre os participantes, alem de capacitar os servidores da SEMAST para construírem inovações na gestão do Sistema Único de Assistência Social – SUAS.

Em uma breve solenidade de abertura, realizada na sede da Universidade Aberta de Buritis – UAB, o Vice Prefeito de Buritis – Dico Ferreira, a Secretaria de Governo - Raimunda Siqueira, a Secretária de Assistência Social e Trabalho – Neuselice Caetano, servidores, colaboradores e palestrantes deram inicio as atividades.

A Secretaria da SEMAST- Neuselice Caetano abriu as atividades destacando a responsabilidade de sua Secretaria. “Nós somos uma equipe pequena com uma grande responsabilidade nas mãos para isso nós precisamos estudar. Esse momento tem que ser aproveitado com muita garra”, disse Neuselice.

Para a Secretaria de Governo – Raimunda Siqueira, ações de capacitação são importantes para um bom funcionamento da Secretaria. “Aproveitem bem esse momento. É o resultado das nossas ações que a sociedade espera. Capacitando é que conseguimos alcançar resultados positivos”, disse Ray Siqueira.

O Vice Prefeito de Buritis – Dico Ferreira desejou um bom aprendizado a todos os participantes e ressaltou a importância dos programas da Secretaria. Ao final da solenidade uma apresentação cultural, foi realizada pelo grupo do CRAS, composto por membros da Associação dos idosos de Buritis.

A semana pedagógica se estenderá até amanhã (06), com ciclo de palestras, planejamento anual, discussões e diversas outras atividades entre os participantes.

Fonte: Assessoria PMB

EX VEREADORA TEM CASA ATINGIDA POR TIRO

buraco-de-bala-no-vidro-isolado-no-branco-18985012[1]A ex-vereadora de Buritis, Ida de Souza Fischer, de 52 anos, teve a casa atingida por dois tiros na sexta-feira (07), na Rua Taguatinga.De acordo com a Polícia Militar, havia um disparo no portão da vítima, além do vidro do quarto dela quebrado. Em frente à residência, foi encontrado um cartucho calibre 20 não deflagrado.
Segundo a filha da ex-vereadora, que estava na esquina próxima a casa, uma moto com duas pessoas teria se aproximado e o garupa desceu e fez dois disparos. Em seguida, a dupla teria fugido, mas ela não conseguiu ver a placa da motocicleta e nem a característica dos suspeitos. Fischer informou que sofre ameaças por ter sido testemunha em algumas ocorrências.
O boletim de ocorrência foi registrado e a Polícia Civil vai investigar o caso.

Fonte: Rondoniavip

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

PREFEITURA REALIZA PRESTAÇÃO DE CONTAS DO 2º SEMESTRE 2013

dinheiro-salario[1]Em audiência publica que aconteceu no auditório da Câmara Municipal no dia 06.02.2014 a Prefeitura de Buritis apresentou aos presentes a receita e despesas referentes ao segundo semestre de 2013 .

Na ocasião o controlador interno do Município Dr. Rafael Vicente apresentou um slides onde foram mostrados á porcentagem de recursos aplicados nas secretárias do  município. Também foi relatado que das receitas previstas para o exercício de 2013 foram de R$ 54.118.418,85 e que arrecadadas foram de R$ 54.821.949,31 o que resultou um superávit de R$ 703.530,46 na arrecadação

O município teve um avanço nas receitas próprias tendo como á receita patrimonial com um maior superávit. Das receitas próprias foram orçadas R$ 5.704.696,12 e realizadas no exercício foram de R$ 7.043.580,12 somando um superávit de R$ 1.338.884,00.

A Lei de Responsabilidade Fiscal preconiza que os gastos com o pessoal não podem exceder a 54% da Receita Corrente Liquida, o que resultou decorrer do ano de 2013 muitos cortes e descontos nos salários dos comissionados, secretários e do executivo. Após essas medidas foi possível finalizar com 49,69% da despesa total sobre a Receita Corrente Liquida com gastos com pessoal.

Foram investidos na educação um percentual de 27,71% da Receita Corrente Liquida do município  somando um total de  R$ 8.228.060,08 e na saúde 17,66% somando um total de R$ 5.245.027,95 de investimentos no Município.

Fonte: Assessoria PMB

BANCO DO BRASIL CONDENADO A INDENIZAR CLIENTE

dinheiro[1]Na quarta-feira (05), a agência do Banco do Brasil foi condenada pelo Tribunal de Justiça por não exibir um documento à cliente Elisete Barcê Campos.

Segundo ela, teria feito um contrato de adesão para obtenção de empréstimo pré-aprovado perante a instituição, que em ato posterior, teve seu nome negativado perante os órgãos de proteção ao crédito. Ela pediu, mas recebeu do BB uma cópia do contrato diferente daquele firmado. Elisete solicitou via administrativa o documento anterior, mas o banco se recusou a apresentá-lo.
O Banco do Brasil alegou que já entregou à autora do processo os documentos solicitados por ocasião da celebração do contrato e que a sua falta de zelo não pode obrigar o requerido a exibi-los novamente e pediu a improcedência do pedido.
Mesmo assim, a juíza Deisy Cristhian Lorena de Oliveira Ferraz foi favorável ao pedido da cliente e autora da ação. “Oportunizo ao autor, vistas dos autos em cartório por cinco dias para querendo extrair cópias, inclusive autenticadas de documentos originais, após o que os documentos deverão ser restituídos ao requerido e substituídos por cópias a seu encargo. Também condeno o banco ao pagamento das custas, despesas processuais e honorários advocatícios da parte autora, estes arbitrados em R$ 700,00 (setecentos reais)”.
Confira sentença;

Proc.: 0011296-73.2013.8.22.0002

Ação:Procedimento Ordinário (Cível)

Requerente:Maria Sandra Vieira

Advogado:Levi Gustavo Alves de Freitas (OAB/RO 4634)

Requerido:Gabriela Rodrigues Feitosa

SENTENÇA:

Vistos e examinados. ELISETE BARCÊ CAMPOS ajuizou a

presente ação cautelar de exibição de documentos em desfavor

do BANCO DO BRASIL S/A, visando à exibição de documento

de seu interesse e que se encontra em poder do requerido.

Argumenta a autora que pactuou contrato de adesão para

obtenção de empréstimo pré-aprovado perante o requerido

e que em ato posterior teve seu nome negativado perante

os órgãos de proteção ao crédito. Aduz que por ocasião da

pactuação do contrato recebeu do requerido cópia de contrato

diverso do pactuado e que tendo solicitado ao requerido

administrativamente a apresentação de cópia do contrato em

questão o mesmo recusou-se em fazê-lo. Apresentou com

a exordial os documentos de fls. 08/20.Citado, o requerido

oferta defesa às fls. 22/30, alegando que já entregou à autora

os documentos ora solicitados por ocasião da celebração do

contrato e que a sua falta de zelo não pode obrigar o requerido a

exibi-los novamente. Pugnou pela inaplicabilidade do Código de

Defesa do Consumidor e ao final pela improcedência do pedido

da inicial. À fls. 40/49 o requerido apresentou os documentos

solicitados. Intimada a apresentar réplica a parte autora quedouse

inerte (fls.50v).É o relatório. Decido. Conforme entendimento

do Colendo Superior Tribunal de Justiça, ?presentes as

condições que ensejam o julgamento antecipado da causa, é

dever do juiz, e não mera faculdade, assim proceder?. (STJ

? 4ª Turma, Resp 2.832-RJ, Rel. Min. Sálvio de Figueiredo,

julgado em 14.08.1990, e publicado no DJU em 17.09.90, p.

9.513).No presente caso concreto, a questão de MÉRITO

dispensa a produção de provas em audiência, logo, há que

se promover o julgamento antecipado da causa, na forma do

inciso I, do art. 330, do Código de Processo Civil. O caso em

tela dispensa um maior arrazoado jurídico, sendo de deslinde

absolutamente singelo. No âmbito da exibição cautelar de

documentos, cuida-se simplesmente da pertinência da exibição

pretendida, adequada aos fins pretendidos pela parte autora,

sem adentrar no MÉRITO das informações contidas nos

indigitados documentos. Exibir documento é fazê-lo público. A

exibição tem por objetivo permitir ou assegurar a constituição

de prova ou mesmo o direito de conhecer ou fiscalizar o objeto.

Ditos documentos são comuns, ou seja, ligados a uma relação

jurídica pactuada entre as partes. Na espécie, quer a autora

conhecer dos documentos que representam a origem do débito

negativado pelo banco réu, que por ser documento comum as

partes justifica-se a intervenção do Judiciário. O requerido tem o

dever legal de apresentar a documentação necessária, tratandose

de documento que, por seu conteúdo, é comum às partes.

Nesta hipótese não se admite recusa. No ponto:Processual civil.

Exibição de documentos. Agravo Regimental. Súmula 182 - STJ

I - É inadmissível a recusa de exibição de documento comum

às partes. Precedentes. II - “É inviável o agravo do art. 545 do

CPC que deixa de atacar especificamente os fundamentos a

DECISÃO agravada.” (Súmula 182-STJ) III - Agravo regimental

desprovido. (AgRg no Ag 553.290/RS, Rel. Ministro ANTÔNIO DE

PÁDUA RIBEIRO, TERCEIRA TURMA, julgado em 16.09.2004,

DJ 22.11.2004 p. 335 - grifei).Desta forma, a requerente faz jus

a exibição do contrato de empréstimo que gerou a negativação

de seus dados pelo requerido perante os órgãos de proteção

ao crédito.Os argumentos apresentados pelo requerido quanto

à falta de zelo da parte autora em guardar os documentos que

já lhe teriam sido apresentados por ocasião da celebração do

negócio não merecem prosperar, haja vista que ainda que de

fato tenham sido apresentados não há justificativa para a recusa

do requerido apresentá-los novamente em razão da obriogação

legal que lhe assiste por se tratar de documento comum entre

as partes. |Observe-se que a parte autora visa com a presente

ação conhecer o contrato que deu origem à negativação de

seus dados perpetrado pelo requerido, para que possa ingressar

com ação futura, sendo, portanto, plausível e inequívoco seu

direito e injustificada a recusa da parte ré em apresentá-los.

Ressalte-se que apesar de oferecer contestação ao pedido

a parte ré acostou aos autos, às fls. 40/49, os documentos

solicitados, sendo de rigor a procedência do pedido inicial. Ante

o exposto, nos moldes do art. 844, II, c/c art. 269, I, do Código

de Processo Civil, JULGO PROCEDENTE o pedido inicial de

exibição formulado por LAURICÉLIO PEREIRA DE OLIVEIRA

em face de BANCO DO BRASIL S/A, ambos qualificados às

fls. 03 e oportunizo ao autor vistas dos autos em cartório por

05 dias para querendo extrair cópias, inclusive autenticadas de

documentos originais, após o que os documentos (fls. 20/51)

deverão ser restituídos ao requerido e substituídos por cópias a

seu encargo. CONDENO o requerido, também, ao pagamento

das custas, despesas processuais e honorários advocatícios da

parte autora, estes arbitrados em R$ 700,00 (setecentos reais),

nos termos do art. 20 § 4º, do CPC.Certificado o trânsito em

julgado, deverá a parte devedora a efetuar o pagamento do valor

da condenação na forma do artigo 475-J do CPC, no prazo de 15

(quinze) dias, sob pena de multa de 10 % (dez por cento) sobre o

valor do débito. Não havendo o pagamento e nem requerimento

do credor para a execução da SENTENÇA, proceda-se as

baixas e comunicações pertinentes, ficando o credor isento do

pagamento da taxa de desarquivamento, se requerida no prazo

de 06 (seis) meses do trânsito em julgado.Publique-se. Registrese.

Intimem-se.Ariquemes-RO, quarta-feira, 5 de fevereiro de

2014.Deisy Cristhian Lorena de Oliveira Ferraz Juíza de Direito

Copyright @ 2014 NOTICIÁRIO BURITISRO.